domingo, 15 de outubro de 2017

DE ONDE VEM A TUA FORÇA, PROFESSOR?






Professor, Universidade, Ensino


 És uma pessoa comum,
igual a tantas outras no mundo...
Um ser humano com qualidades e defeitos,
maiores ou menores, como todos o são...
Não és mais forte nem mais fraco
do que os outros homens e mulheres...
E então, o que é que te diferencia, professor?

Esse segredo só quem foi ALUNO um dia, sabe
porque cada aluno é que guarda na lembrança
e, bem escondido, dentro do coração,
as vivências dos tempos de ser estudante,
selecionando as recordações dos professores especiais,
que se fizeram inesquecíveis pelo jeito de agir
e pelo saber que foram capazes de transmitir!

Tua força, nem tu mesmo imaginas como é grande...
Não há remorsos por noites indormidas,
nem soberba por saberes mais que aqueles que te escutam.
A escolha que fizeste impulsiona o teu caminhar,
na certeza de que podes ajudar, motivar,
fazer desabrochar a verdade daquilo que ensinas
e espalhas para todos, como uma oferenda de amor!

Deus te guarde assim: forte, destemido, engajado,
como um arauto do bem e da dedicação,
nessa profissão tão difícil e, ao mesmo tempo,
   tão maravilhosa, para os que são, pela vida,
verdadeiros MESTRES, verdadeiros impulsionadores
de vidas que podem encontrar-se plenamente
no rastro daquilo que ensinas!

Deus te guarde, professor: sempre, sempre, sempre!!!

(No DIA DO PROFESSOR – em 2017)

sábado, 30 de setembro de 2017



HOJE FOI O DIA DA 29ª REFENO
  

Hoje foi o dia da largada da 29ª REFENORegata Oceânica Recife-Fernando de Noronha, promovida pelo Cabanga Iate Clube de Pernambuco, edição 2017. Competidores do Brasil e de outros países desafiaram mais uma vez o mar, enfrentando belas paisagens, desde a charmosa partida do Porto do Recife até a chegada ao Porto de Santo Antônio, no arquipélago, com 48 embarcações do Brasil e do mundo que estão na disputa do Troféu Fita Azul nessa que é a maior regata oceânica do Brasil, contando este ano com mais de 352 velejadores de 11 estados brasileiros, e embarcações de dois países – Argentina e Reino Unido. O maior número de participantes é de Pernambuco, com 14 barcos inscritos, seguido pelo Rio de Janeiro, com 10, a Bahia, com 7 barcos confirmados. E ainda São Paulo (com 4 barcos), Argentina, Alagoas, Rio Grande do Sul  e o Distrito Federal (com 2 barcos cada um) e Sergipe, Paraná,  Rio Grande do Norte, Santa Catarina  e Reino Unido cada com um barco apenas..

Navegar entre o Recife e Fernando de Noronha sempre foi o sonho de muitos velejadores. A primeira travessia amadora aconteceu em 1984, com o barco Odisseus que, com cinco tripulantes, aventurou-se e fez a história acontecer. No ano seguinte – 1985 - um dos tripulantes do Odisseus - Maurício Castro - resolveu promover, com amigos, um cruzeiro com destino ao arquipélago, com seis barcos participando e chamou o evento de Cruzfafeno (Cruzeiro em Flotilha ao Arquipélago de Fernando de Noronha). A iniciativa foi considerada um sucesso! Depois dela, não demorou para ser criado um evento de competição à vela. E em 1986 realizou-se a Refeno - Regata Internacional Recife – Fernando de Noronha, com a participação de 20 veleiros de várias partes do mundo. Os objetivos dos organizadores eram promover uma regata ecológica, onde o competidor fosse punido não apenas se cometesse uma infração mas também se descumprisse as normas ambientais.

Nasceu assim a prazerosa e nova forma de chegar-se no paraíso fernandino... E a REFENO não parou mais de crescer. A cada ano aumenta o número de velejadores. O público que se concentra na largada no Recife e os que acolhem a chegada na ilha é notável!...   

Considerada a primeira regata oceânica do país e da América do Sul, ela é hoje uma atração dentre as formas de chegar-se ao Arquipélago e seu sucesso fez crescer o interesse de muita gente, quase que obrigando os organizadores a limitarem o número de participantes que querem, ansiosos, enfrentar o desafio pelo mar para conhecer ou rever as famosas ilhas de águas cristalinas, vencendo as 300 milhas náuticas de percurso, ou 545 km entre céu e mar.

A primeira travessia amadora foi em 1984, feita pelo barco Odisseus, com apenas cinco tripulantes. No ano seguinte, 1985, um dos tripulantes desse barco como um desbravador reuniu amigos em seis embarcações para fazer uma espécie de “cruzeiro” batizado por ele de “Cruzfafeno“, ou seja: “Cruzeiro em Flotilha ao Arquipélago de Fernando de Noronha”, iniciativa que deu certo e foi considerada um sucesso!

Começava então essa singular idéia de competição. E em 1986 aconteceu a primeira REFENO - Regata Internacional Recife – Fernando de Noronha, que contou com a participação de 20 veleiros vindos de várias partes do mundo. Um dos principais objetivos dos organizadores era promover uma regata ecológica, respeitosa em relação a cada participante, com penalidades nas infrações e cuidados com as normas ambientais. 

Cresceu a cada ano o interesse dos velejadores... As premiações foram se multiplicando. E a REFENO tornou-se um sucesso, no Recife e no extraordinário mar de Fernando de Noronha, que recebe esses velejadores com carinho, em clima de celebração. Os competidores são amigos que se encontram, para além do desafio que vêem a  vela como um atraente estilo de vida no mar.

Bem-vinda, REFENO 2017! Bons ventos levem seus competidores!